ADOTAR MEDIDAS EFICAZES E EFICIENTES DE MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO PARA COMBATER AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E OS SEUS IMPACTOS

METAS

2.1. Até 2022, elaborar e implementar um plano de gestão de riscos de desastres, a incluir mapeamento de zonas de risco, sistemas e equipas de alerta e resposta, adaptação e monitorização

INDICADORES

2.1.1. Adoção e implementação de estratégias de redução de risco de desastres alinhadas com o Quadro de Sendai para Redução de Riscos de Desastres pelo governo local

2.2. Até 2025, desenvolver serviços públicos e construções adaptadas, que possam proteger e albergar a população em caso de desastres

2.2.1. Perda econômica causada por desastres em relação ao PIB local, incluindo danos à infraestrutura crítica e interrupção de serviços básicos

2.a. Campanhas de sensibilização comunitária a partir do plano de gestão de riscos de desastres

2.a.1. Número de normativas e planos de ação participativos que são adotados e implementam estratégias locais de redução do risco de desastres de acordo com o Quadro de Sendai

2.b. Elaboração de normativas para suporte à resiliência, a incluir questões de ordenamento territorial, edificação verde, redução de risco de desastres, fiscalização e sanções

Projectos Prioritários para o Período 2020-2022

1. Mapeamento de zonas de riscos 

2. Desenvolvimento de planos de recuperação e incluir construção de barreiras de protecção

    nas áreas de risco elevado

3. Combinação de mapa de risco com autorização para construção

Foto © HBD

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Autônoma do Príncipe