PROMOVER O TURISMO RESPONSÁVEL E SUSTENTÁVEL, QUE GERA EMPREGOS DIGNOS E DIVERSIFICAÇÃO ECONÓMICA, VALORIZA A CULTURA E OS PRODUTOS LOCAIS, COM IMPACTO POSITIVO NO AMBIENTE, NA SOCIEDADE E NA PROSPERIDADE DA ILHA

METAS

3.1. Até 2022, introduzir práticas de preservação dos ecossistemas marinhos e terrestres (como praias, fauna e flora), para usufruto turístico responsável e sustentável

INDICADORES

3.1.1. Proporção de zonas económicas exclusivas utilizando abordagens baseadas no ecossistema

3.a.2. Número de estratégias ou políticas de turismo sustentável e planos de acção implementados com ferramentas de monitorização e avaliação acordadas

3.2. Até 2025, ampliar significativamente atividades de preservação, ampliação e promoção do património cultural, incluindo conjunto arquitectónico, identidade e sabedoria tradicional e artesanato local

3.3. Até 2030, melhorar condições de conexão logística, tanto por via aérea quanto marítima

3.4. Até 2025, promover o aumento da oferta de hotelaria e gastronomia, tomando em consideração a capacidade da ilha de maneira a respeitar questões sociais e ambientais

3.a. Formação e capacitação da população, em particular em empreendedorismo, ecoturismo e turismo responsável, para fins de exploração sustentável do potencial turístico

3.2.1. Despesas totais (públicas e privadas) per capita gastas com a preservação, protecção e conservação de todo o património cultural e natural, por tipo de patrimônio (cultural, natural, misto), tipo de despesa (despesas operacionais / investimento) e tipo de financiamento privado (doações em espécie, sector privado sem fins lucrativos e patrocínio)

3.3.1. Volume de passageiros e carga, por meio de transporte

3.4.1. Número de dormidas nas unidades

3.4.2. Número de hospedes

3.4.3 Ofertas de camas (capacidades de acolhimento hoteleiro)

3.a.1. Número de empregos na indústria do turismo em proporção ao total de empregos e taxa de crescimento de emprego na área, por sexo

Projectos Prioritários para o Período 2020-2022

1. Promover energias renováveis e criar estoque para fornecimento ininterrupto de energia fóssil

2. Reforçar infraestructuras de conexão entre as ilhas e internacional e de serviços regionais (saúde)

3. Perspectivar e estabelecer conexões aéreas nacionais e internacionais

4. Regulamentação da atividade turística, promovendo o seu enquadramento legal a nível regional e definir o modelo de desenvolvimento sustentável 

Foto © HBD

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Autônoma do Príncipe